Jesus Cristo




Quem dizem que eu sou?

Gilda Carvalho
gilda@puc-rio.br

O evangelista Lucas relata uma conversa que Jesus teve com seus discípulos após um período que haviam passado em oração. A pergunta do Mestre é direta: “Quem diz o povo que eu sou?” (Lc 9, 18), a que eles responderam o que vinham ouvindo do povo: que Ele era João Batista, ou Elias ou ainda algum outro profeta. 

Imagino que Jesus deve ter sorrido condescendentemente ao ouvir aquelas palavras e perceber como o povo ainda não o reconhecera.  Refaz, então, a pergunta, desta vez dirigindo-se diretamente aos apóstolos: “E vós, quem dizeis que sou eu?”  A que Pedro responde prontamente: “O Cristo de Deus.” (Lc 9, 18-24)

A revelação de Pedro reverbera até hoje em nossa história: o homem simples do povo reconhece em Jesus de Nazaré o filho de Deus vivo, algo que talvez os escribas ou os sacerdotes não foram capazes de reconhecer.  Imagino a alegria de Jesus em reação às palavras do discípulo: por aquele homem tão espontâneo que foi capaz de revelar tal verdade à humanidade, já teria valido a pena sua missão...

A narrativa de Mateus estende o diálogo entre Jesus e Pedro “Feliz és tu, Simão... porque isso te foi revelado pelo meu Pai” (cf Mt 16, 13 ss.).  A resposta de Simão tem como fundamento sua própria experiência: ele convivia com Jesus e sabia quem seu mestre era e, esse convívio, abrira seu coração à revelação do Espírito, que lhe permitir dizer, quase que de um estalo: Tu és o Messias! 

Por sua vez, Lucas continua a fala de Jesus indicando a advertência do Mestre de não contarem a ninguém sobre a revelação feita por Pedro. Acrescenta à sua fala, um anúncio da sua Paixão, Morte e Ressurreição e lhes indica o futuro que terão aqueles que o seguirem: “Quem quiser me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz cada dia e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará” (Lc 9,23-24).

Este episódio poderá nos fazer refletir sobre quem é Jesus para cada um de nós.  Quem eu digo que Ele é?  Quem Jesus Cristo é para mim?  Que papel tem na minha vida?  O que dedico a Ele?  O que espero Dele? Sou capaz de dar a minha vida por Ele? Renuncio a mim mesmo por Ele? São questões que ecoam até hoje daquele episódio... Encontrar Jesus no meio da vida, reconhecê-lo como o Cristo, como o Deus vivo entre nós, é uma graça que devemos sempre pedir a Deus para que possamos viver em plenitude nossa fé. 

Texto para sua reflexão: Lc 9, 18-24


Compartilhe
Envie por email
Imprimir
voltar topo da pagina

Contém Amor

Contém Amor

Agenda

Guia do Empreendedor...

Audioteca Sal e Luz...

Enquetes

Como você vê o conflito em Gaza?

 Uma insanidade humana

 Fruto de fundamentalistas dos dois lados

 Interesses geopolíticos e econômicos se sobrepondo às questões humanas

 Todas as respostas

 Nenhuma das respostas

Ver resultado

Outras enquetes

Amaivos 2012 - Todos os direitos reservados.