Pílulas Espirituais - 06/fevereiro

Publicado em 6/2/2019 por: Pe. Pedro Magalhães Guimarães Ferreira S.J.

24.« As pessoas são insensatas, inconsequentes e egoístas.

Ame-as mesmo assim.

Se voce fizer o bem, será acusado de ter obscuros motivos egoístas.

Faça o bem mesmo assim.

Se tiver êxito, ganhará amigos falsos e inimigos verdadeiros.

Faça o bem mesmo assim.

O bem que fizer hoje será esquecido amanhã.

Faça o bem mesmo assim.

A sinceridade e a franqueza o tornam vulnerável.

Seja sincero e franco mesmo assim.

O que levou anos construindo pode ser destruído em uma noite.

Construa mesmo assim.

Alguem que necessite de ajuda de verdade, pode atacá-lo se o ajudar.

Ajude-o mesmo assim.

Dê ao mundo o melhor que voce tem e será golpeado mesmo assim.

Deus conhece nossa debilidade e nos ama mesmo assim. »

(Santa Teresa de Calcutá, no muro da casa infantil Shishu Bavan, em Calcutá)

25.« Se eu não tivesse tomado aquela primeira pessoa morrendo na rua, não teria tomado os milhares depois » (Blessed are you – Mother Teresa and the Beatitudes. Edited by Eileen Egan and Kathleen Egan OSB. MJF Books : New York, 1992, p. 15)

26.“Quando damos aos pobres as coisas indispensáveis, não lhes fazemos liberalidades pessoais, antes devolvemos o que é deles. Mais que realizar um ato de caridade, o que fazemos é cumprir um dever de justiça”. (S. Gregorio Magno, apud Cat Igr Cat, n. 2446)

27.“No dia em que sua mãe a repreendeu por atender em casa os pobres e doentes, Santa Rosa de Lima respondeu: ‘Quando servimos aos pobre e doentes, servimos a Jesus. Não devemos nos cansar de ajudar o próximo, porque neles servimos a Jesus’.” (Catec. da Igreja Católica, n. 2449)

28.“Um casal de jovens hindus veio à nossa casa com uma grande soma de dinheiro [...] dizendo: ‘Nos casamos há dois dias e [...] decidimos não comprar roupa de noivos e não fazer o banquete, mas doar tudo’. Eu os olhei e disse: ‘Mas como? Nas nossas famílias hindus é uma coisa que não se faz’. Não esquecerei a resposta que me deram: ‘Madre, nos amamos tanto que quisemos dividir a alegria com as pessoas a quem a senhora serve.’” (Madre Teresa, Dove c’è amoré, c’è Dio. Ed. Brian Kolodiejchuk M.C. Rizzoli: Milano, 2010).

Pe. Pedro M. Guimarães Ferreira S.J.