Santo do Dia

São Pascoal Baylon (1540-1592)

Pascoal aprendeu a ler já adulto, e o fez somente para poder ter acesso ao Ofício de Nossa Senhora. Humilde pastor, passava horas diante do altar e, muitas vezes, entrava em êxtase durante a consagração do pão e do vinho.

Ainda jovem, tentou entrar para a Ordem dos Franciscanos Reformados, mas foi recusado. Pascoal não queria ser padre - dizia não ser digno de tal honraria - mas desejava ser religioso. Sua fama de santidade, porém, acabou por convencer os irmãos franciscanos que o receberam quando já era adulto.

O santo teve a graça de conseguir entender o mistério da Transubstanciação, que é a transformação do pão e do vinho no corpo e sangue de Jesus. Conta-se que Pascoal defendeu a Eucaristia junto aos calvinistas e surpreendia a todos com suas palavras, sobretudo porque não possuía um estudo formal sobre o assunto. Falava apenas do que sentia em seu coração e dos frutos de sua fé.

Por seu amor à Eucaristia, Pascoal é hoje considerado padroeiro dos Congressos Eucarísticos e das confrarias do Santíssimo Sacramento, além de ter sido nomeado o Teólogo da Eucaristia.

Santificando minha vida:

O que significa para mim o sacramento da Eucaristia?